segunda-feira, 12 de julho de 2010

Levaria ou não levaria - Ministro 1153

Que me perdoem os leitores desse blog, mas esse é um post escrito por uma mulher, sobre um encontro de mulheres. Mas se você chegar até o final desse relato, verá que o bar em questão pode servir prum encontro de homens, para um encontro a dois. Então, não me abandone e continue a ler.

O Ministro 1153, bar recém-aberto no Jardins, recebe um público bem versátil. E isso já é um ótimo cartão de visita. E por mais que seja num lugar badalado, não intimida. Dá pra chegar sossegado, sem pompa, escolher a sua mesa e relaxar.

Nós chegamos cedo, numa quarta-feira, e sentamos numa mesa perto do bar. Perto também da cozinha, cercada por vidros e completamente visível aos frequentadores. Achamos bem charmoso e aconchegante.

Logo recebemos uns potinhos de pipoca, cortesia da casa. Ok, talvez os homens não liguem tanto pra isso, mas a mulherada se sentiu muito bem recebida. Enquanto escolhiamos as bebidas, uma pipoca e outra viajavam nas nossas bocas. Olha só que legal:


Em seguida, e embaladas por algumas indicações, pedimos uma porção de bolinhos de arroz. Pequenas bolinhas, em pouca quantidade, mas bastante saborosas. Chegaram à mesa super quentes, com a casca mais crocante e por dentro parecia ter, além de arroz, gorgonzola. O mais interessante foi virem acompanhadas de um potinho com mel. Achei bem interessante o contraste de sabores!

Em seguida, pedimos uma linguiça artesanal, servida com farofa e pão. Posso estar enganada, mas senti sabor de orégano. Achei um pouco seca, mas gostei do tempero e não descarto totalmente na próxima ida. A porção é maior, na hora da foto já tinhamos detonado metade...

Eu, sempre firme na minha missão de experimentar o máximo de comida possível, ainda pedi um sanduíche. Simples: pão, carne, queijo cheddar, alface e tomate. Eu e Paulinha dividimos, e por consenso, decidimos excluir o picles. É uma das poucas opções de hamburguer, mas achamos bem gostoso. Pão fresco e quente, carne macia, queijo cheddar saboroso e salada fresca. As batatas também estavam ótima, são daquelas com casca, e causaram inveja nas magrelas que não quiseram entrar no rateio do lanche! Esse é MEIO lanche...


Não vou entrar em detalhes nas bebidas porque não manjo. Mas achei o cardápio de bebidas mais extenso que o de comidas, que é bem enxuto. Tem drinks e coquetéis mais moderninhos, destilados, caipirinhas diferentes (como uma de café que dizem ser incrível) e uma vasta carta de cervejas.

Cada uma de nós deixou R$ 52 pela noite. Foi uma delícia o papo, o lugar e o que pedimos. O atendimento também é bastante atencioso e discreto. A experiência dessa noite rendeu uma nota dez ao Ministro 1153. E levaria o Gabi com certeza para lá!

2 comentários:

  1. Assino embaixo, Mari!
    beijos
    Helena

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bom, hein Mari... gostei do post, apesar de me parecer um pouquinho caro, não?

    Bjos, e bóra marcar uma saída!
    Braguinha

    ResponderExcluir