quarta-feira, 10 de março de 2010

Restaurant Week - Roux Bistrô

Como prometido, fomos visitar pelo menos um dos restaurantes participantes da 6ª edição do Restaurant Week.

Decidimos ir ao Roux Bistrô, nos Jardins, porque foi um dos que apresentou pratos mais chamativos no site do evento.

Como em alguns locais o bicho pega - e ir de sopetão pode ser uma roubada -, eu, como um bom (e modesto) namorado, resolvi fazer as reservas para o jantar dessa quarta-feira.

Chegando lá, fomos recebidos de qualquer jeito. Não tinha ninguém para abrir a porta do local, nem para nos recepcionar. Ter feito a reserva ou não, tanto fazia. Não havia mesa reservada, muito menos uma lista de checagem. Se chegássemos e o restaurante estivesse cheio, azar o nosso.

Enfim, vamos aos pratos. De entrada, eu e Maricota pedimos Brie gratinado com confit de cebola e mix de folhas verdes de entrada. O queijo, apesar de derretido, não estava quente - o que tirou todo o charme do negócio.



De prato principal, eu fui de arroz de polvo. Se liguem nessa foto:


Apetitoso, não? Pois é, não vi nem comi nada disso. Tive que caçar pedaços minúsculos de polvo em meio a um arroz de consistência duvidosa. Em outras palavras: parecia estar cru.

Já Maricota foi de Escalope de filet com velouté de mandioquinha. O tradicional "me engana que eu gosto". Que restaurante que se preze não serve um prato desses? A primeira dama ainda reclamou do ponto da carne: ela pediu bem passada, e veio ao ponto.

Para terminar, de sobremesa eu fui de Cookie caseiro com sorvete de baunilha em fava. Bem normal, nada de novo. A Mari foi de morango cozido ao vinho tinto com especiarias e sorvete de alecrim.


Queridos leitores, leiam com atenção: SORVETE DE ALECRIM UMA OVA!!! Os picaretas colocaram sorvete de creme e nem avisaram. Dá pra acreditar?

Mas eu acho que o pior de tudo isso é que os restauranteurs ainda não entenderam o espírito do negócio. Do que adianta colocar pratos que não são servidos no dia a dia do restaurante, ou que não estejam no cardápio? O Restaurant Week é uma oportunidade única de abrir as portas para oferecer as singularidades que a sua cozinha oferece. Mas não: os chefs preferem fazer pratos básicos - e mal preparados, quase que em escala industrial - para não perder dinheiro. Uma pena.

Dou nota 2 para o Roux Bistrô por diversas razões. Primeiro porque o menu da casa parece ser muito atrativo, mas os pratos oferecidos no RW não têm nada a ver. Segundo porque foram muito mal preparados. Terceiro porque o serviço deixa a desejar. Quarto porque o que é prometido não vem no prato. Quinto porque o restaurante não aceita VR - apesar de a marca patrocinar o evento.

Em resumo: fomos enganados e ainda demos nota 2 de lambuja porque somos gente fina. Muito gente fina.


* Imagens: Reprodução

3 comentários:

  1. PRA CIMA DELES!!!!! rs

    Braguinha

    ResponderExcluir
  2. Sorte dela que conseguiu que a carne fosse ao ponto então?!

    ResponderExcluir
  3. Que coisa, eu fiquei tão curiosa em provar o tal sorvete de alecrim depois de ler um post na gastrolandia... Se quiser, dê uma olhada: http://gastrolandia.uol.com.br/receitas/da-uma-bola-de-sorvete-de-curry-para-mim-e-outra-de-alecrim/

    ResponderExcluir