segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Maria Lima

Ter uma opção de bar e restaurante perto de casa é excelente. Só a economia de combustível e estacionamento já vale a pena. Ter como cenário a rua onde você cresceu, então... é impagável. Por isso que, vira e mexe, eu dou um pulo no Maria Lima, restaurante que fica na esquina de casa. Já falamos dele por aqui, vocês se lembram?


Só neste ano, que mal começou, já fomos lá duas vezes. Na primeira, eu e a Mari sentamos pra jogar papo pro ar junto com o Chinês e a Beca. O fato de ter Serramalte no cardápio já rende pontos pra mim. Mari e Chinês foram de refrigerante, e a Beca de suco de laranja.


Para petiscar, pedimos uma porção de bruschettas. Me surpreendeu a apresentação do prato. Vieram cerca de 12 unidades de bruschettas cortadas em cubinhos. A massa não era pão italiano, e Mari arrisca dizer que é pão de forma. Era mais mole e quabradiça. Mesmo assim, gostei bastante dos temperos combinados - apesar da demora de mais de 30 minutos para chegar à mesa. Desta vez, a conta total deu R$ 37. Justo pelo que consumimos em quatro pessoas.


Em outra oportunidade, fomos almoçar com a minha família. Eu pedi uma truta do Marquês, temperada com molho de alho poró e acompanhada de purê de cenoura e arroz. O destaque foi o purê de cenoura, muito saboroso e com uma consistência ótima. A Mari pediu um filé de Saint Peter à baiana. Ela gostou do molho, mas achou que o peixe estava pouco temperado, e não gostou do arroz, que vinha com lascas de coco ralado. Segundo avaliação, ela esperava um arroz mais molhado, e o que chegou à mesa foram grãos secos e sem graça. Largou no prato.


O ponto positivo fica para o atendimento, sempre atencioso. O garçom, percebendo que a Mari não curtiu o arroz, disse que se não gostassemos de um acompanhamento, poderiamos trocar por alguma outra opção do menu. Simpático, não é? Outro destaque são os pães oferecidos no couvert. São artesanais, massa fofa, servidos em fatias generosas, quentinhas e com recheios diferentes.


Pela consumação de quatro pessoas pagamos R$ 181. Quem quiser pagar com VR, tem que ir ao restaurante nos almoços de dia de semana. Fim de semana, é dinheiro ou cartão. Pelo conjunto da obra, dou nota 7 ao Maria Lima. O serviço é ótimo, a Serramalte chega gelada e a comida é bem feita. Mas acho que faltam pratos mais baratos no cardápio (todos são de R$ 30 pra cima) e as bruschettas poderiam chegar mais rapidamente à mesa. Ah!!! E, claro, o restaurante precisa de um site.

Nenhum comentário:

Postar um comentário