sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Se me leva, eu vou - Restaurante Poddium

No fim de julho, a Maricota disse que qualquer dia me levaria ao Poddium, no Market Place, para experimentar o buffet de almoço dos caras. Vocês estão lembrados?

Pois é, neste blog é assim: promessa é dívida. E ontem, depois de uma manhã corrida, conseguimos achar uma brecha para o almoço e corremos para o shopping.

O Poddium sofreu algumas modificações desde a última vez em que estivemos lá, há mais de ano. Era um restaurante voltado para crianças, com cardápio infantil e até com um espaço para elas brincarem.

Hoje, adota um ar mais sóbrio - e já limou as pobres crianças como público alvo. Principalmente na hora do almoço, quem visita o local são os workaholics da região da Berrini, ávidos por um rango num ambiente amplo e agradável.


As duas mesas de buffet são bem servidas. Uma traz apenas as opções frias de salada, com palmitos, ovos de codorna, tomates, folhas verdes (rúcula, alface, agrião), batatas, dois ou três tipos de maionese e salada de macarrão. Eu e Maricota enchemos um prato só aí. A salada estava bem fresquinha e as folhas bem selecionadas, sem aquela história de alface queimada.

A outra mesa oferece umas 20 opções de pratos quentes. Há o tradicional arroz e feijão. Quem quiser, pode optar por algum tipo de macarrão, também. Tem carne vermelha, frango e peixe; tortas, quiches e cremes.

Eu preferi ir de risoto de cogumelos - que de cogumelos trazia apenas champignon. Senti falta de pelo menos um shitake pra completar a festa.

Meu prato ainda levou creme de milho (muito salgado, na opinião da Mari), frango empanado e um bolinho de cenoura - esse sim: muito, muito gostoso.

O buffet custa R$ 28 por pessoa. Com dois sucos de laranja e os 10% do serviço, a nossa conta deu R$ 67, devidamente divididos (R$33,50 cada) e pagos com VR - o salvador da pátria. Dou nota 8 para o Poddium porque oferece muitas opções de comida, mas, pelo preço exigido, poderia caprichar mais no preparo e nos temperos dos pratos.

Como a Mari disse, é daqueles caprichos de meio de semana que nem sempre o bolso consegue suportar. Mas... sabe como é, né? Se me leva, eu vou!

*Imagem: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário