domingo, 4 de outubro de 2009

Se me leva, eu vou - Bar Genial

No início de agosto o Gabi esteve com os nossos amigos no Genial, um bar na Vila Madalena. Eles combinaram numa quinta-feira, dia que costuma ser o mais punk pra mim no trabalho, e por isso eu não pude acompanhá-los. O moço voltou de lá só elogios, até mandou uma nota 10, e eu fiquei na vontade... Mas aí, um mês depois, o nosso gigante mais querido, Igor Paulin, resolveu deixar o glorioso Rio Grande do Sul pra nos fazer uma visita. Quer motivo maior pra comemorar? Foi assim que o Genial recebeu a turma mais uma vez.

Quando chegamos já era madrugada de domingo, uma da manhã. É claro que a casa estava lotada, com gente de pé na calçada. Nós resolvemos encarar mesmo assim e aguardamos uma mesinha tomando chopp no balcão por cerca de quinze minutos.

Sentamos em seis, mas rapidinho as duas mesas ganharam diversas cadeiras extras. A popularidade do gigante não é brincadeira, não! Gente de todos os cantos de São Paulo apareceu pra matar a saudade do Igão. Pra saciar a sede e a fome de todos, mais chopp e algumas porções de bolinhos de arroz.

Essa porção, aliás, merece um parágrafo exclusivo. Extremamente crocante por fora e muitíssimo molinho por dentro, o bolinho faz uma espécie de puxa-puxa a cada mordida, porque eles devem colocar queijo ralado na receita. É um negócio de louco, e se alguém souber o segredo conta aí pra gente! Todo mundo concordou que é o melhor que já experimentamos até agora!

Trunfos do Genial: chopp bem tirado, bolinhos de arroz marcantes, ambiente gostoso e um ótimo atendimento. Mesmo com a casa cheia, não ficamos esquecidos nem no balcão enquanto esperávamos a mesa, nem quando finalmente sentamos e demos início aos trabalhos.

Pelos chopps e uma parte das porções e dos 10% deixamos R$ 40. Justíssimo, eu acho. Agora sei que o Gabi tinha em razão em voltar animado do Genial. É uma ótima pedida prum fim de noite com os amigos! Não há dúvida de que vou manter a nota 10. Se me leva, eu vou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário