sábado, 18 de julho de 2009

Rockets

Na sexta-feira, último dia 10, o casal resolveu comer nas ilustres companhias de Elvis Presley, Carls Perkins, Johnny Cash e Jerry Lee Lewis. É que essas e outras lendas dos primeiros respiros do rock compõem a divertida trilha sonora do Rockets, que fica na Alameda Lorena.


Se não me engano, essa é a primeira vez que falo de um restaurante que oferece trilha sonora temática além de comida e bebida. Tomar a decisão de ir ao Rockets, aliás, é assumir que você vai entrar no túnel do tempo. Para nós, paulistanos de 20 e poucos anos, é conhecer um pouco daquilo que talvez a classe média americana tenha vivido há cinco décadas.

As mesas e bancos têm cores fortes e extravagantes, como vermelho e amarelo. Algumas são até decoradas com pequenas jukeboxes. Os assentos são bancos emborrachados e duros - e não necessariamente desconfortáveis. Os garçons são devidamente caracterizados, com direito àquelas boininhas antigas e tudo. E, pra completar, os nomes de lanches remetem a grandes astros do rock, do blues, da arrancada hollywoodiana.

De entrada, comemos uma porção mista de fritas e anéis de cebola. Muito bem servida, é acompanhada por três pequenos potes de ketchup, maionese e mostarda temperada com ervas.

Como estamos tirando o pé do acelerador, em seguida dividimos um B.B. King: hamburger, queijo azul e bacon. Foi ótimo rachar os pratos - não saímos empanturrados, mas bem satisfeitos.
Com os refrigerantes e os 10% merecidos de serviço, pagamos R$ 46. Posso dizer que fiquei assustado com a cifra - pelo baixo preço. E vou além: saímos no lucro, porque pagamos com VR.

Por ter uma proposta diferente e bem executada, lanches e acompanhamentos muito bem preparados, um atendimento muito simpático e esse ingrediente sensacional que é a trilha sonora cinquentona, nota 10 para o Rockets.

Tomara que o restaurante mantenha sempre o mesmo ritmo. Como diria Bill Haley no clássico Rock around the Clock, "If the band slows down we'll yell for more".

* Imagem: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário