sexta-feira, 5 de junho de 2009

Outback

Diga lá: você já foi alguma vez ao Outback e não enfrentou fila?

Pois é, missão impossível. A rede australiana acertou em cheio quando veio ao Brasil, e hoje é um dos restaurantes mais disputados nos shoppings de São Paulo.

Nem em plena segunda-feira se escapa do drama. Há duas semanas, eu e Maricota fomos à unidade do Eldorado e, se quiséssemos sentar à mesa, teríamos que aguardar belos 30 minutos.

Mas resolvemos ficar no bar, mesmo, e ir adiantando os pedidos. Tomamos uns goles de chopp, nos empanturramos de Bloomin' Onion - imbatíveis, como sempre - e mandamos ver numa sobremesa chamada "Chocolate Thunder from Down Under", mais conhecida como brownie com sorvete de creme, coberta com calda de chocolate, chantilly e raspas de chocolate.

Fala sério, esse lugar é bom demais. O chopp chega tremendamente gelado, e uma característica me chama a atenção: um cubo de gelo fica grudado no fundo do copo. Talvez isso faça a diferença.

A cebola, para mim e para a Mari, é uma grande incógnita. Como pode ser tão gigante, tão saborosa e tão viciante? Dei uma pesquisada e acabei de descobrir que ela é uma cebola diferente, chamada Vidalia. Tem um gostinho adocicado e, diz a lenda, receita exclusiva do Outback.



Essa brincadeira de início de semana saiu por R$ 70. Pelo belo atendimento e por ter cumprido o papel de junkie food, nota 9. Não fosse a chateação da espera, conquistaria o topo do pódio.

* Imagem: reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário