domingo, 17 de maio de 2009

Pé de Manga

Em alguns países hispano-americanos, a Festa do Bode é tradição secular. Em determinada época do ano matam-se bodes, que gentilmente servem suas saborosas carnes para a formação de inúmeros pratos típicos. A festa só fica completa com muita música, dança e principalmente com a alegria que corre no sangue latino.

Esse também é o nome de um clássico de Mario Vargas Llosa que dá gosto de ler. E parece que os bons ares da Festa do Bode resolveram dar uma passadinha na Festa do Cão - quem mandou ser amante da boa literatura?

No último dia 8 o casal teve o prazer de comemorar o aniversário do impagável Portiolli no Pé de Manga. O charmoso bar e restaurante fica num cantinho escondido da Vila Madalena. Quem vê de fora não consegue imaginar como o lugar é grande e charmoso por dentro.

Nós já haviamos ido lá em outras oportunidades, mas eu não me lembrava que o clima lá de dentro era tão aconchegante quanto o de fora, onde se respira o mesmo ar de um enorme pé de manga que dá nome ao local.

Entre um chopp e outro, ouvimos e vimos alguns amigos arranhar o gogó com canções e até remexer o esqueleto com uns passos de dança. Mas, pra variar, o osso que mais trabalhou naquela noite foi o maxilar, que riu demais, bebeu e, claro, comeu.

Os chopps estavam bons, sem reclamação. Só não foi legal a confusão do garçom. Ele nos trouxe carne seca com cebola e mandioca assada no lugar de bolinhos de mandioca recheados com carne seca. Na avaliação do casal, se enganar de prato é ERRO GRAVE!!!

Outro ponto que não agradou a todos foi a disposição das mesas. Os garçons não souberam organizar os convidados de uma maneira bacana. Por bons minutos, ainda, fiquei sentado num lugarzinho bem apertado - canto de onde não dava para entrar ou sair.

Mas nada que a animação e o motivo nobre das comemorações para tornar o incômodo motivo de risada!

No fim das contas, deixamos R$ 50 pelos 4 chopps, uma coca e os bolinhos.

Nota 6 para o Pé de Manga, porque não é sempre que se pode contar com os bons ares da Festa do Cão.

* Imagem: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário