domingo, 12 de abril de 2009

Pirajá

Algumas semanas atrás eu já havia discorrido longamente sobre a importância de um bom atendimento para que o gosto da comida não azede, certo?

Pois nesta sexta-feira santa o Restaurant Couple teve uma grata surpresa no Pirajá, um bar bem tradicional de Pinheiros.



Ficamos cerca de 1 hora sentados numa mesinha, à espera de lugar dentro do bar - afinal, minha querida senhora sente frio como ninguém e sentar-se do lado de fora não agradava tanto.

Além de sermos regados a um chopp delicioso (a espuma que assusta, mas não é de todo o mal) e a um caldinho de feijão ao ponto, contamos com a simpatia de um garçom que só faltou nos confidenciar a senha do cartão de crédito.

Além do mineirinho contar todas peripécias dele pelo Brasil, mostrou-se um excelente promoter da rede capitaneada pela Companhia Tradicional de Comércio. E saímos de lá convencidos de que os cinco amigos empreendedores não são fracos, não. Além do Pirajá, os caras tocam o Original, o Astor, a pizzaria Bráz e a Lanchonete da Cidade.

A proposta do Pirajá, especificamente, é resgatar a boemia carioca na megalópole paulista - a começar pelo cardápio, todo caracterizado. Mas acho que quem se senta para tomar um chopp e petiscar nem pensa nisso. E mesmo que faça um esforço, o movimento tipicamente paulistano da esquina Faria Lima x Pedroso de Morais não deixa. Não que isso conte pontos negativos, muito pelo contrário. É uma virtude que, aliada a imagens raras de personalidades ligadas ao samba e à cultura nacional enquadradas nas paredes do bar, torna o local aconchegante e charmoso em meio à paisagem cinzenta da nossa cidade.

Quando nos sentamos à mesa, passamos a ser atendidos pelo Zacarias - outro cara que esbanja simpatia. Lá, saboreamos uma pequena porção de camarões à provençal, que combinaram na medida com o molho de manteiga e ervas. Por fim, provamos uma sobremesa de banana flambada com queijo fresco, ovos e canela, servida dentro de uma panelinha: bom pacas!

Apesar de tantos pedidos, não perdemos a conta: 2 Caldinhos de feijão + 5 chopps + 1 Refrigerante + Uma porção de camarões + Sobremesa + 10% de serviço = R$ 78. A satisfação pelo atendimento foi tamanha que, pela primeira vez em quatro anos, a nossa querida Maricota resolveu pagar um tantinho a mais, arredondando em 80 pilas. Preciso dizer que lá vai mais uma Nota 10?

No lugar de ovos de chocolate, chopp gelado. Para que comer carne se podemos nos deliciar com camarão? Viva a Páscoa!


* Imagens: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário