terça-feira, 17 de março de 2009

Badebec

Terça-feira de chuva na Grande São Paulo. Nada mais justo que escolher um local perto do trabalho, para não enfrentar trânsito ou, se bobear, sentir a água da enchente invadindo o seu carro. Por sugestão da Maricota, hoje fomos ao Badebec, no piso térreo do Shopping Market Place.

Desta vez não vou me alongar no conteúdo dos pratos - que, cá entre nós, estavam deliciosos, com uma variedade ímpar e combinações inesperadamente saborosas. Ah, e um carpaccio muito bem temperado, o que de acordo com a Mari é difícil de encontrar por aí.

Este post será dedicado ao atendimento, requisito primordial para que o bom humor não se altere na hora de colocar o garfo na boca.

No Badebec, talvez esse seja o prato principal: garçons atenciosos, educados, discretos, de prontidão.

Explicaram com calma o funcionamento do restaurante. Trouxeram o refrigerante enquanto pegávamos a salada. Quando não sabíamos o que eram alguns pratos, disseram sem titubear. Poucos segundos depois de terminada a entrada, retiraram os pratos com toda a educação e delicadeza que lhes cabiam naquele momento. Depois do prato principal, idem.

Na hora da sobremesa (quanta coisa boa!), explicaram detalhe por detalhe. Sem fazer cara feia, nem esbanjar simpatia. Apenas fazendo aquilo que deviam numa boa.

A continha veio lá por R$ 95 (entre buffet de R$ 29 + buffet de sobremesas de R$ 9 + refrigerantes + 10% de atendimento). Pela variedade, pelo gosto e principalmente pelo atendimento, mais que justo. Mais um nota 10.

Agora há pouco, entrei no site e descobri o significado de Badebec: deusa da satisfação que fez os deuses despertarem para o prazer do paladar.

Mantra que todo garçom e garçonete deveria seguir à risca.

Um comentário:

  1. Casal!
    O lugar em que conheci meus sogros foi no Badebec! Haha, e já voltei outras vezes! Adoro!

    Beijos pros dois!

    ResponderExcluir