sexta-feira, 13 de março de 2009

Insalata

O restaurante que inaugura esse blog foi descoberto depois de uma reclamação da Mari. A observação veio em boa hora. “Estamos saindo demais para comer! Desse jeito vamos nos tornar duas bolas”. Tem reclamação mais típica de menina?

Em seguida, veio a minha sugestão de tentar um restaurante de saladas – como rezam os mandamentos de um bom companheiro (pffff). Mesmo que esse casal não seja fã do verde (em tempo: das folhas mastigáveis e do timinho de futebol que carrega essa bandeira), essa seria uma boa opção para sentarmos num lugar agradável, bater um papo, dar risada e ao mesmo tempo matar a fome – disparadamente uma das melhores coisas da vida.

Sugestão aceita, dei um google e rapidamente cheguei ao Insalata, que fica na Alameda Campinas, próximo à Rua Estados Unidos. Só a localização já assusta, mas o preço não é lá tão alto. A Mari deu uma olhada no site, gostou e lá fomos nós.

Depois de 5 minutinhos de espera do lado de fora – sim, o local estava cheio, isso porque eram quase 22h! –, nos acomodamos num cantinho bem aconchegante e logo pedimos umas Bruschettas de entrada, acompanhadas de uma Coca com gelo e limão (pra mim!) e um suco de morango com maracujá (combinação preferida e de muito bom gosto da Mari).

Em menos de 10 minutos, elas chegaram, bem quentinhas. Quatro unidades, com presunto cru, queijo brie e mel. Entrada aprovada com louvores pelo casal.

O cardápido de pratos princiaps é farto, vai além das saladas. Há opções de tortas e quiches, sanduíches no ciabatta, risottos e massas. Variedade para todos os gostos.

Logo em seguida já chegaram os pratos que escolhemos. Para mim, a salada Mantova: uma grande cumbuca com mix de folhas verdes, mussarela de búfala, frango defumado, champignon, queijo parmesão (sinceramente não vi essa parte), fundo de alcachofras (que preferi dar pra Mari), tomate cereja, batata palha, crispies de bacon e molho à base de azeite.

Para a Mari, a salada Carpaccio de Salmão: forrado de carpaccio de salmão defumado, o prato era coberto por um mix de folhas verdes, tomate cereja, nozes (que vieram à parte e, na verdade, completaram o MEU prato), torradas com cream cheese e molho à base de mostarda e alcaparras.

Foi estranha a sensação de saborear pratos de salada. Isso nunca tinha passado pela minha cabeça – e acho que se eu contar pra senhora minha mãe, dona Hilda, ela não acredita. Tantos anos insistindo pra eu comer salada, e só agora... Mas inacreditavelmente foi bom. Muito bom.

O Insalata é muito movimentado, frequentado por gente de todas as idades (principalmente um pessoal jovem e bonito). O atendimento é super rápido, garçons e garçonetes simpáticos, atenciosos e eficientes. Por mim, nota 10.

A conta foi paga pelo anfitrião – que ultimamente tem feito questão de prestar gentilezas à nobre dama. Entradas + bebidas + pratos principais + 10% (merecidos) = R$ 76. Se fizer os cálculos, R$ 38 por pessoa. Ficou dentro do esperado.

Lido, editado e aprovado, o Insalata entra para a seleta lista dos bons restaurantes da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário