segunda-feira, 23 de março de 2009

Brascatta

Plena segundona e fomos a Brascatta, uma pizzaria na Lapa, para comemorar a aposentadoria da Dona Hilda, mãe do nosso anfitrião. O casal adora pizza, mas a de hoje tinha tudo para estar com aquele gosto amargo. Saindo da estação de trem, pouco antes de encontrarmos os pais do Gabi, fomos assaltados. Uma carteira e dois celulares a menos nas bolsas. Bateu um desânimo.

Todos meio mareados pelo ocorrido, chegamos. Eu já tinha reparado na fachada da pizzaria, e dentro ela é ainda mais bonita. Decoração clean e moderna, boa iluminação, mesas espaçadas, pé direito alto e um grande bar no centro do salão. Muito bom gosto!

O cardápio é cheio de opções. E as pizzas, como roupas, têm tamanhos P, M e G. Escolhemos a grande: um terço de atum, um terço de toscana e um terço de rúcula. De entrada, pão de calabresa. Para beber, Coca para todos!

Tudo chegou bem rápido. A massa do pão é levinha e a calabresa apimentada na medida. A massa da pizza é crocante e temperada com delicadeza. Deu pra sentir que não era só água e farinha. O recheio veio no ponto. O atum estava banhado num molhinho de tomate fresco, a calabresa veio torradinha sobre uma mussarela bem derretida, e a rúcula veio coberta por tomate seco.

Também gostei do serviço. Discretos, atenciosos e educados os garçons que nos atenderam. Eu adorei, e o gosto passou bem longe do amargo. Entrada + pizza + bebidas + 10% = R$ 60. Justíssimo. Aprovamos a Brascatta e vamos voltar. Mas na próxima, por favor, não levem a nossa carteira antes. Nota 10.

2 comentários:

  1. esse blog vai acabar deixando vocês com três dígitos na balança!

    ResponderExcluir
  2. E da próxima vez, venham me visitar!

    Bjo!

    ResponderExcluir